Sobre

Olá!

Você entrou de gaiato nesse blog e não tá entendendo nada? Eu te entendo, meu bem.

Quando eu falo para as pessoas que fiz um blog, todo mundo me pergunta sobre o que ele é. Ih gente, que pergunta difícil.

Aqui a gente é sem rótulo mesmo. Meio sem foco de assunto, mas uma coisa é certa, só entra assunto legal. Daqueles que nos fazem bem e são capazes de colocar um sorriso no nosso rosto.

Nada explica melhor essa brincadeira do que o primeiro texto postado aqui. Por isso, aqui vai ele:

 

Começando…

Hoje, em algum momento do dia, precisei salvar um arquivo colocando a data no nome e levei um susto. 9 de julho de 2014. Gente, o ano voou.

Aí parei pra pensar um pouco mais no que tenho pensado há um tempinho desde que o ano começou, tipo, anteontem. Parei pra pensar que estou sentindo falta de uma história de vida, uma historinha pra contar que seja. Alguma coisa que eu vá ter orgulho de falar que tenho feito quando alguém perguntar “e ai, como tá a vida, Laura?” Ou pelo menos alguma coisa que não me dê preguiça de começar a falar.

Porque sabe? A gente chega na segunda metade do ano, toma um susto, mas lembra que passou boa parte do tempo rezando pro dia passar rápido, pro fim do mês chegar logo. E quando vê… 9 de julho de 2014 e você não fez n-a-d-a.

Você vai sendo engolido pela rotina que toma conta de você e do seu trabalho. Você começa a ficar maior parte do tempo reclamando do que aproveitando e agradecendo a vida que tem. Você acha defeitos em tudo. Você fala mal das pessoas. Você é tomado por uma onda negativa que nem sabe como chegou, mas ela tá ali te dando caldos e quebrando na sua cabeça o tempo todo.

Você para e pensa “pra que lado eu vou? Vou continuar nessa de reclamar da vida e achar que estou fazendo a minha parte ou vou buscar alguma coisa pra fazer e tentar reverter a situação?”

E ai, eu parei,  pensei mais ou pouquinho: “tá, nesse momento agora, o que eu posso fazer pra tentar reverter a minha situação?” Na hora não rendeu muita coisa, já que eu precisava salvar o arquivo, escrever um e-mail, ir pra uma reunião e, bem, não deu tempo de reverter nada naquele exato minuto. A maldita rotina tava ali me puxando pra realidade e tá, vai, essa missão não era algo assim tão fácil.

E ai, vim aqui. Vou tentar colocar pelo menos um motivo pra ser feliz todos os dias. Um motivo que tenha me feito feliz naquele dia, pelo menos.

E bora virar o jogo. O tempo tá passando, gente. Amanhã já é dia 10!

Anúncios

Um comentário sobre “Sobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s