O Norte de Amsterdam

Quando fechei a viagem pra Amsterdam já tava super em cima da hora e não tinham muitas opções de Hostels legais disponíveis. Só um chamado ClinkNOORD que parecia bem bonitinho, mas era no norte, região por lá que eu não sabia nada sobre.

Daí fui no TripAdvisor (passo meeega importante antes de fechar qualquer hotel ou hostel) ver o que as pessoas achavam dele e todos os comentários eram positivos, inclusive em relação a localização. Aí fechei.

Uma observação. Quando vocês fecham qualquer passagem ou hospedagem não dá um nervosinho no coração? Aquela sensação de que vaiiii rolar hahahaha Eu sempre fico assim. Ainda mais quando a viagem é sozinha.

Mas tá, voltando! hahaha aí depois de fechar tudo, comecei a catar o que fazer na cidade e descobri que o norte era a nova área cool de Amsterdam. Assim como o Brooklyn é em NY. Aí eu fiquei como? “caraaaaca, sou hypada mesmo sem quereeer” hahaha E realmente, tem muitas coisas muuuuito legais por lá.

O NDSM, que é a região do porto, tá toda descolada, cheia de arte. Um galpão abriga vários ateliês e de vez em quando rolam uns eventos.

img_1809DCIM100GOPRO Processed with VSCO with f2 preset

Processed with VSCO with f2 preset

O painel do Kobra, fica por lá. O Pllek, que eu falei no último post, também. Também existe um outro restaurante descoladinho chamado Noorderlicht Cafe. Só que o dia que fui nele, ele tava fechado.

Pra chegar lá, você pega o Ferry atrás da Estação Central de trem. Fiz uma linda ilustração feat. Google Maps pra deixar mais claro o how to get there hahaha

captura-de-tela-2016-10-14-as-08-55-26

Existem algumas linhas de ferry saindo da Centraal. Pra chegar nessa região do porto, tem que pegar a linha que vai pro NDSM-veer. E aí você sai ali pertinho de tudo, olha:

captura-de-tela-2016-10-14-as-09-03-02

No IJ-Hallen rola uma super feira de antiguidades que quando eu fui não tava rolando (só dei sorte como vocês podem ver hahaha), mas dizem que é incrível!

Indo para outra direção do norte, pegando o Ferry em direção a Buiksloterweg, você chega em outra área, já mais moderna. O meu Hostel ficava por alí. E é por ali que ficam o EYE Museum e o A’DAM.

EYE Museum

É um museu de cinema MUITO incrível. A arquitetura do lugar já grita sozinha, quando você entra lá é ainda mais legal. O espaço do café tem uma vibe de sala de cinema, com degraus enormes por onde as mesas ficam espalhadas. Eles tem uma exposição que fica sempre lá que conta um pouco da evolução do cinema, das câmeras, da forma como se assistia antes e agora. É bem legal e gratuita. E uma exposição temporária paga.

DCIM100GOPRO Processed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with f2 preset

Lá também funciona um cinema mesmo. Então você pode ir pra assistir um filminho se quiser também.

A’DAM

Fica bem do lado do EYE. É um prédio mais altão que lá nos últimos andares fizeram um bar/restaurante que você pode ir pra tomar uns bons drink, admirar a vista, ver o pôr do sol. E, se animar, ir pro terraço e dar uma balançada no balanço mais alto da Europa. Gente, é uma delícia!!

DCIM100GOPRO Processed with VSCO with f2 presetDCIM100GOPRO Processed with VSCO with c1 presetProcessed with VSCO with c1 preset

Pra sentar no restaurante você precisa reservarzZzZz. Mas pra tomar uma bebidinha qualquer, rola. É só ir no balcão e pegar a sua.

O Norte antigamente não era um lugar muito legal, alguns me disseram que ainda não é suuuuper seguro. Outros me disseram que Amsterdam é segura em todos os cantos. Eu andava por ali todas as horas do dia e da noite e não vi nada, nenhum problema. Muito pelo contrário. Era super calminho. Mas eu também tava ali do lado do EYE. Talvez mais pra dentro não seja tãooo maneiro. Mas, com certeza, é uma área que em breve vai estar ainda mais maneira.

E a vista. Aaaah a vista ❤

Processed with VSCO with f2 presetProcessed with VSCO with c1 preset

Anúncios

Comendo em Amsterdam

Se você me viu esses dias no Instagram, reparou que eu andei floodando a timeline de todo mundo com um milhão de fotos por dia em Amsterdam.

Depois de muito trabalho durante as Olimpíadas, consegui uma semaninha pra descansar. Uma das minhas melhores amigas se mudou pra Haia, que fica a uma hora de Amsterdam. Então achei que seria uma boa cidade pra descansar a cabeça e ainda, de quebra, fazer uma visitinha e conhecer a cidade dela.

Há dois anos atrás fui pra Amsterdam e coloquei dicas gerais aqui. Dessa vez fiquei bem mais tempo, então deu pra ver coisas novas e descobrir cantinhos diferentes.

Vou quebrar em alguns posts por aqui, começando com esse. Os lugares que eu fui pra comer e mais gostei.

Amsterdam é TOTAL a cidade da larica. Eu fui pra lá pensando que ia me entupir de batata frita e waffle com nutella hahahaha mas chegando lá, não tive vontade NENHUMA de comer essas coisas. Até comi uma vez cada uma dessas coisas (quer dizer, batata frita é impossível. Tudo vem com batata frita hahaha), mas foi só.

Então me aprofundei na busca de onde comer (nada rebuscado, gente. Não sou dessas hahaha), então aqui vão os quatro que eu mais gostei.

 

Pllek

O Pllek é um restaurante durante o dia e a noite vira uma nightzinha. Não cheguei a ir a noite, mas durante o dia é incrível! O espaço é todo formado por containers, que beiram o rio e forma tipo uma praiazinha. No verão bomba! Assim como a maioria dos restaurantes de Amsterdam, as opções de comida passam entre sanduíches e salada. Sem muitas opções de comida comiiiiida mesmo, como a gente tá acostumado. Mas quem liga ne?? hahaha

Como chegar: O Pllek fica no norte de Amsterdam (vai ter post sobre o norte ainda, aguardem!). Pra chegar lá é só pegar o ferry que fica atrás da estação Central. Existem dois destinos no Ferry, você tem que pegar o que vai pro NDSM, que é o Porto. De lá, você anda um pouquinho e chega lá.

Endereço: TT Neveritaweg 59, Amsterdam

 

Esqueça tudo que você conhece sobre hamburguer, o do Lombardo’s faz todas as definições de hamburger serem atualizadas hahahaha. O lugar é bem apertadinho e não tem muito essa de sentar e ficar. É comer e sair, porque os balcões são concorridos. Mas é tudo bem de boas, sem pressão. Os atendentes são MUITO simpáticos. Fazem questão de saber o que você achou do sanduíche no final. Enfim, tem que ir.
Como chegar: Fica em uma das 9 Straatjes, lugar que muito provavelmente vai estar no seu roteiro tradicional de Amsterdam. Então encaixe o Lombardo’s no seu almoço e tudo certo 🙂
Endereço: Nieuwe Spiegelstraat 50, 1017 DG Amsterdam
Lugar MUITO delícia pra tomar um café da manhã sem pressa ou um cafézinho a tarde. Fica numa esquininha, com vista pra um canal. Vende os cafés locais e mais outras coisas bem fofas. Misteriosamente, depois de ir lá, durante todo o dia, em todas as lojas que eu entrava, tinha uma música da Amy Winehouse tocando EU JURO! hahahaha

Endereço: Weteringstraat 48, 1017 SP Amsterdam

No meu último dia por Amsterdam queria tomar café da manhã em um lugar legal e as minhas dicas já tinham acabado. Perguntei pra um amigo que tinha conhecido lá o que ele recomendava. Ele disse que eu TINHA QUE IR no CT. E lá fui eu. GENTE! Que fofura de lugar! Dá vontade de passar o dia inteiro lá, fazer todas as refeições ao mesmo tempo hahaha Pena que eu só fui conhecer no último dia, senão com certeza voltava lá pra um almoço.
Endereço: Ceintuurbaan 282-284, Amsterdam
Agora uma dica geral de Amsterdam que vale muito para os lugares de comer. A cidade toda é suuuper a frente do tempo. E eles são EXTREMAMENTE preocupados com sustentabilidade. Qualquer lugar que você for comprar alguma coisa, eles não dão sacola – a não ser que você pague, claro. E a novidade agora é que muitos lugares simplesmente não aceitam mais dinheiro vivo. Só cartão. Eu me dei um pouco mal nisso, porque eu não consegui habilitar meu cartão pra usar fora (valeeeeu Itaú!) e só fui com dinheiro mesmo. A sorte é que os lugares que não aceitam dinheiro normalmente tem uma placa avisando, mas sempre vale perguntar antes de comer pra não ter problemas depois e ter que ficar por lá lavando a louça hahaha
O Foodhallen é um lugar bem legal pra ir comer também. É como se fossem vários restaurantes em um lugar só, com mesas no meio. Com comidas de vários lugares do mundo. Só que quase todos só aceitavam cartão. E eu fui obrigada a comer um hamburger hahahaha Não que isso fosse um problema, neammm
Se você tem alguma dica de lugar incrível pra comer em Amsterdam, deixa aí nos comentários!

Geral de Fevereiro

Mais de um mês depois, estamos de volta a programação normal.

Mas Laura, o que aconteceu nesse último mês que você andou tão displicente com o blog? Preguiça, gente. Não vou mentir pra vocês.

A última coisa que eu queria ver chegando em casa ou de manhã quando eu acordava era um computador. Daí acabei deixando de lado por um mês, mas a preguiça não compensava porque eu tava sentindo que faltava uma coisinha alegre pra fazer meus dias mais felizinhos. Por isso, I’M BACK!

Vim aqui dar uma geral de coisas legais que rolaram nas últimas semanas.

Ganhei presentinhos fofos:

A Boutique D’Caroline mandou aqui pra casa um estoque de cadernos fofinhos, inclusive um planner que muito tava me fazendo falta. Fiquei apaixonada pelo estampadinho meio geométrico meio retrô meio lindão ❤

Eles vendem online bem aqui. E você também pode seguir no Instagram pra saber de todas as novidades.

A Berenice mandou um carregamento de brincos pra eu curtir meu Carnaval toda lacradora hahahaha eu AMO os brincos dela porque ele são enormes e não pesam NADA! Fizeram um mega sucesso pelos blocos e o pessoal do trabalho também amou.

Falando em presente, semana passada foi aniversário do Rio e eu não dei os devidos parabéns pra minha cidadezinha amada. Aqui vai uma breve homenagem com um apanhado dos minhas últimas fotos preferidas:

Outra coisa que tá rolando muito é sair pra comer hahaha aqui vão três registros de lugares que fui e amei. Ou já amava, mas ainda não tinha muitos registros por aqui:

  1. Le Vin, em Ipanema. Bistrozinho francês MUITO delícia. O pãozinho do Couvert é maravilhoso também. Comi esse Steak Tartare e recomendo muito! Só não recomendo comer ele e assistir O Regresso depois hahahaha Entendedores entenderão. Deu tudo certo, mas o filme não é dos mais agradáveis. Ele fica na R. Barão da Torre, 490.
  2. Meu já amado e queridíssimo Winehouse, em Botafogo. Já falei dele aqui. O lugar tem um preço ótimo (nível já nem sabia mais meu nome de tanto vinho e a conta foi super amiga hahaha), o clima é deli e a comida também. Adoro esse Di Dip’s que tá aí na foto. Fica na Rua Paulo Barreto, 25.
  3. Por último, pra curar a ressaquinha do restaurante acima, um almocinho no .Org. Um bistrô de comida orgânica muuuuuito bom! A feijoada é uma delícia, mas dessa vez pedi esses bolinhos de feijoada com um arroz maluco e saladinha. Sério, é uma delícia! Não deixa de pedir o matte com limão da casa, por favor. O endereço é Av. Olegário Maciel, 175. Loja G.

E pra fechar o apanhadão, a playlist de fevereiro. Que tá calminha, tá tranquila, tá favorável.

Ufa! Acho que foi isso. Tô perdoada pelo sumiço? Diz que sim ❤

Beijo!

Pra Que Lado… se Come: Rústico

Acho que vou assumir que esse blog aqui é de dicas do Rio de Janeiro, de forma geral. Apesar de, vez ou outra, eu postar sobre outros assuntos, acho que é falando dessa cidade que eu mais me empolgo.

Continuando minhas andanças por aí, no domingo passado fui com umas amigas almoçar em Santa Teresa. Pra quem não conhece o Rio, Santa fica num morro e dá pra chegar no bairro por algumas entradas. Eu acredito que a mais comum seja pela Glória (pelo menos é por onde eu costumo ir).

Chegando lá em cima você encontra vários barzinhos e restaurantes muito bons e um clima delicioso. Se bem que as ruas estão todas em obras e tá meio caótico, mas quando acabarem as obras, volta tudo ao normal. E com direito a esse bondinho ❤

A gente ia no Bar do Mineiro (a melhor feijoada do Rio), mas acabou que passamos pela porta do Cafecito e o lugar é tão fofo que nos puxou pra dentro. O Cafecito é um café, que serve sanduíches, bolinhos, caipirinhas. É muito legal.

IMG_1473

E no andar de cima, fica o Rústico, que foi onde ficamos.

IMG_1478 IMG_1477IMG_1476 IMG_1479

Os preços são meio salgadinhos, mas o clima é tão gostoso que, de vez quando, vale o investimento. De entrada pedimos um queijo Brie, que vinha com uma geléia de alguma coisa e uns pãezinhos. Essa entrada vale muito a pena, porque é uma delícia e foi uns R$28,00. Por esse preço não dá pra comprar nem o queijo em um supermercado. E, de prato principal, pedi uma tilápia com um arroz cheio de coisas.

IMG_1474 IMG_1475

Foi um programinha muito bom pra fechar o fim de semana. Ainda mais com amigas tão amadas and queridas. Essas aqui:

Processed with Rookie

E vocês? Já foram em algum barzinho ou restaurante em Santa e amaram? Conta aqui!

Beijoss

Pra Que Lado… se Come: Le Depannéur Delicatessen

Trabalhei por quase um ano e meio no Centro da Cidade, que tem seu valor, mas não quando você o frequenta diariamente. O barulho, as gotas de ar condicionado, a quantidade de pessoas por metro quadrado. Tudo isso acabava fazendo com que o meu dia começasse muito mais agitado do que eu gostaria.

Como alguns de vocês sabem, no mês passado mudei de agência e agora estou de volta ao meu bairro de origem e amado de sempre: Botafogo. Amo que a cada dia abre uma opção nova de barzinho, restaurante. Além dos cinemas, que podem não ter as maiores telas e serem os mais modernos, mas são os mais aconchegantes ❤ E a melhor pipoca do Rio de Janeiro fica na Praia de Botafogo, em frente ao Itaú Cinemas (que sempre será Arteplex), na minha humilde opinião.

E nessas mudanças, abriu ali na Rua Nelson Mandela (rua nova do metrô) esquina com a Voluntários, a Le Depannéur Delicatessen. Uma gracinha de lugar que reúne pães maravilhosos, serve café da manhã o dia todo, tem um cardápio de almoço (que eu tô doida pra experimentar), além de doces, vinhos e cervejas legais.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset

Lá também tem uma seleção de comidinhas legais pra levar pra casa.

Eu comi um sanduíche de salmão defumado com cream cheese na Focaccia num dia daqueles que você quer se enganar e deixar metade só pra dizer que não comeu muito, mas não deu. hahaha

O endereço é: Rua Voluntários da Pátria – 86-A, Botafogo, Rio de Janeiro – RJ. E funciona de 7:00 as 23:00.

Pra Que Lado… se Come: Escola do Pão

Alerta post perigoso para pessoas com fome ou que tenham uma forte queda por pães e afins.

Tá certo que cariocas não gostam de dias nublados, mas de vez em quando é tão bom. Acordar e olhar pela janela que você não precisa ter pressa pra pegar o sol. Fazer tudo devagar, abrir um olho de cada vez, levantar aos poucos… Não sei vocês, mas pra mim, a preguiça da manhã é um dos maiores prazeres da vida. Sou capaz de acordar mais cedo do que preciso só pra ter um tempinho pra não fazer nada.

E outra coisa que super combina com dias nublados é um café da manhã bemmm delicioso. Eu e uma amiga resolvemos enfiar os dois pés na jaca com classe e fomos conhecer o café da manhã da Escola do Pão, ali no Jardim Botânico.

Fica numa casinha bem fofa, com uma decoração meio rústica, acolhedora, quentinha, amorosa… sabe?

Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset  Processed with VSCOcam with c1 preset

O café da manhã lá custa 79 reais. Pode parecer caro pra um simples café da manhã, mas gente, é praticamente um rodízio de pães, bolos, sanduichinhos deliciosos, sucos, iogurtes, geléias. De não aguentar comer mais nada, mas também não conseguir parar de comer de tão incrível que é tudo.

Processed with Rookie Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 preset

O garçom não levou fé no preju que a gente ia dar pro lugar e veio perguntar se a gente já queria ir pro doce e a gente “nãooo, pode trazer mais um sanduichinho daquele de queijo brie, por favor? Ah, mais uma cestinha de pães também! Brigaaadabjo” hahahaha

De terça a sábado a Escola do Pão funciona como um bistrô e aos fins de semana e feriados eles servem o café da manhã.

Fica na Rua General Garzon, 10, Lagoa.

Depois é só dar umas três voltinhas na Lagoa e tá tudo tranks 😉

Pra Que Lado… é o Mundo: Bélgica

OK, os planos de postar da viagem foram por água abaixo. Sorry, pessoal.

Cheguei ontem de viagem e vou fazer um post para cada cidade que fui, do que vi de mais legal, do que vi de mais furada e compartilhar com vocês os perrengues maravilhosos que passei 🙂

 

Na Bélgica fui para Bruges e Bruxelas. Fiquei uma noite em cada, então vou reunir os dois aqui nesse post.

Para começar, a primeira dica que dou é: dê prioridade a Bruges. A cidade é muito fofinha, cheia de barzinhos e restaurantes. Chegamos lá numa sexta e a sensação que tivemos é de que é uma cidade de fim de semana mesmo. Então, dica dois: inclua Bruges em um fim de semana 😉

Depois de três noites em Paris e uma em Bruges, fomos para Bruxelas, que é uma cidade que, para nós, deixou MUITO a desejar no quesito beleza (o nível tava alto também). A parte histórica é legal, mas a primeira impressão que ficou foi a de uma cidade grande, meio suja e com pessoas esquisitas.

Por isso, digo mais uma vez: dê prioridade a Bruges.

Processed with VSCOcam with m5 preset Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset

A Bélgica é um dos países que tem as cervejas mais famosas do mundo então já chegamos animados pra fazer uma degustação. Bruges tem muitos barzinhos, um do lado do outro, então fizemos um pseudo Pub Crawl. O preço das cervejas raramente passa dos 5 Euros.

Em Bruxelas, um dos bares mais conhecidos é o Delirium Café e, esse sim, acho um programa legal pra fazer por lá. Não é apenas um bar, mas um complexo de bares, então se um tiver cheio, você pode tentar o outro ou até ficar na ruelinha que tem entre eles. Não passa carro e fica bem animado.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset

Obs: a Leffe Ruby é a pior cerveja que eu já tomei na vida. Ela é doce, meio frutada. Tem quem goste, mas eu odiei.

Não conhecia a Vedett e amei!

 

Em Bruxelas tem duas coisas que eu queria ter feito e não consegui por falta de tempo:

– Museu René Magritte

– Atomium

Também ficamos com vontade de ir a Antuérpia, uma cidade ali por perto. É bom que já vai dando o gostinho de quero mais pra uma próxima viagem.

 

Imperdíveis:

Comida: Croquete de queijo. Sério, é sem palavras.

Barzinho: ‘t Brugs Beertje em Bruges e Delirium Café em Bruxelas

Cervejas: Vedett e St. Bernardus. Vale provar também a Brugge Zot, é uma cerveja de Bruges mesmo e muito boa.

Chocolate: Não preciso nem dizer que o melhor chocolate do mundo é o Belga. Prepare-se para encontrar um loja maravilhosa de chocolate a cada passo que der ❤

 

Próxima parada: Amsterdam. Aguardem! Juro que não vai demorar muito!

Beijos