Pra Que Lado… tem abstinência de celular

É, gente. Eu fui pra São Paulo no fim de semana animadíssima pra tirar várias fotos, fazer livestream no Snapchat (tendência, né gentem?) do show dos Los Hermanos, dar várias dicas e talz ATÉ QUE, lá no meio do show, meu destino cruzou com o de um desgraçado, infeliz e mal amado, que enfiou sua bela mãozinha na minha bolsa, abriu e levou meu lindo celular que estava lá dentro.

Com o celular, ele levou mais de 5 mil fotos. Sendo que, dessas, umas 3 mil eu não tinha feito backup porque meu computador não estava reconhecendo meu celular e eu, até então, não tinha tido paciência pra entender o Icloud.

MAS OK. Vamos fazer do limão uma limonada. E compartilhar aqui a minha uma semana sem celular.

Primeiras dificuldades:

  • No fim do show, resolvi ir ao banheiro sozinha, sem o celular, numa cidade que não era a minha e sem saber de cor o número de ninguém que estava comigo. Parece inteligente? Não muito. Eu pensei nisso na hora? Jamais! hahaha foram uns 10 minutos meio tensos até um deles me avistar e me resgatar. hahahaha
  • Voltei de ônibus e cheguei na rodoviária uma meia hora antes do horário. Uma espera sem celular, queridos, pode durar uma eternidade. Aproveitei pra observar as pessoas que estavam ao meu redor com mais afinco e, claro, tava todo mundo olhando pra sua telinha. Exceto por um japinha simpático que estava sentado do meu lado com não uma telinha, mas TRÊS. Ao mesmo tempo. Um computador no colo, vendo uns códigos loucões, um celular enorme numa mão e um videogamezinho na outra. Ele jogava um jogo que, a meu ver, era sem graça. Mas ele ria muito. Devia dar alguma onda, não sei hahaha
  • Peguei um trânsito na Avenida Brasil na volta. O ônibus que deveria chegar as 5:10, chegou as 6:30. Podia ter ligado pra casa de um orelhão na rodô pra avisar que eu ia demorar um pouco mais? Podia. Fiz isso? Não, claro hahaha. Aí fui pra fora da Rodoviária tentar pegar um taxi. Só que queriam me cobrar 45 reais pra fazer um percurso que não daria nem 20. Não né, migs? Resolvi pegar um ônibus e acabei dando uma volta pelo centro da cidade. Resumindo, cheguei em casa duas horas depois e mamãe já tava ligando pra 1001 (a empresa de ônibus) pra saber se tava tudo bem hahahahaha (Mãe, te amo <3)
  • Diariamente, meu computador dá um pau e reinicia sozinho. Nesse momento eu  sempre pego o celular pra ver alguma coisa. E cadê celular?
  • Aqueles últimos minutos antes de dormir, aquela última olhadinha no Instagram, a última conferida no Snapchat e nos grupos do Whatsapp. Ontem fui dormir sem tudo isso. Que vazio, gente!

Até agora, essas foram as maiores dificuldades encontradas hahaha mas é muito bizarro pensar que viveu-se muito tempo nesse mundo sem um celular e mais ainda sem um smartphone e hoje em dia a gente depende tanto deles.

Vou anotando minhas experiências sem um celular ao longo da semana e volto aqui pra contar pra vocês, mas mal posso esperar pra voltar pro Instagram e pro Snapchat.

Anúncios

6 comentários sobre “Pra Que Lado… tem abstinência de celular

  1. Laura, depois de ter o celular furtado, passei a pagar 99 cents de dólar por mês pra ter mais espaço no iCloud e conseguir fazer os backups automáticos de todas as fotos e outros app. Vale a pena!!! 🙂

    Curtir

  2. Que mágoa, teu snapchat é o mais divertido dos que eu sigo!
    Vim até o blog pra ver o que tava rolando que tinha desaparecido 😦
    Arrasa no iCloud quando estiver com o celular de novo, porque além do backup você vai conseguir rastrear ele 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s