Pra Que Lado… tem desculpa esfarrapada

Oi (desses bem tímidos mesmo, meio que falando pra dentro).

Essas últimas duas semanas foram um pouco silenciosas por aqui por motivos de falta de vergonha na cara mesmo. E de um pouquinho de correria também. E também culpa de uma amiga minha, que fica o dia inteiro falando de Mad Men e aí eu resolvi voltar a assistir e ADIVINHEM. Não faço mais nada da vida nas minhas horas vagas. Agradeçam a Malu 🙂

Pra não dizer que não tem foto essa semana, resolvi fazer um apanhado geral. Lá vai:

Carnaval e Festa Junina são as épocas oficiais do ano (pelo menos pra mim) de improvisar na roupitcha. Como tenho amigas de estilos diversos, aqui vai uma foto nossa na festa junina de aniversário de uma delas. Vai que vocês gostam de algum estilo e se animam pra copiar.

Processed with RookieIMG_3380 Processed with VSCOcam with hb1 preset

Em plena segunda, a luz do dia, resolvi enfiar o pé na jaca e ir, enfim, conhecer a loja do Brigadeiros do Tuiter. Gente, é o melhor brigadeiro do Rio, os outros que me desculpem. Não deixem de ir lá e provar o de Limão Siciliano e o de Doce de Leite com Flor de Sal.

Processed with VSCOcam with kk2 presetIMG_3445 IMG_3447IMG_3446

Essa lojinha fofa fica na Rua Voluntários da Pátria, 45/loja 108 (é numa galeria, alí pertinho do cinema).

Pra fechar, na quinta rolou um workshop do trabalho na Casa10, no Joá. Uma casa LINDA, que dá pra alugar no Airbnb pra passar uma temporada. Ou você pode alugar pra passar a noite de núpcias. Ou pra um evento de dia, como foi o nosso.

IMG_3513IMG_3515 IMG_3514  IMG_3510 IMG_3496 Processed with VSCOcam with c1 presetIMG_3482

Pronto, me redimi.

Semana que vem prometo voltar a programação normal. Beijos!

Anúncios

Pra Que Lado… tem Rolézinho: Em São Paulo

Bloqueio criativo. É isso.

Sabe quando você senta na frente do computador sabendo tudo o que tem pra falar, mas as palavras simplesmente não saem? Ou não fazem sentido juntas? Foi isso que aconteceu essa semana. Eu já sabia que queria fazer um post reunindo fotos e dicas de coisas que vi por SP, mas não tava conseguindo passar pra cá. Aí achei melhor esperar um pouquinho e pronto. Acho que agora vai 🙂

Uma amiga querida da agência antiga foi transferida pro escritório de SP e aí combinei de ir lá passar um fim de semana com ela pra conhecer a casa nova e tal. Também sempre ia pra SP por algum motivo específico e nunca consegui ver a cidade. Tem tanta coisa legal pra fazer que merecia um fds por lá (e esses dias descobri que preciso de mais que um fds, na verdade hahaha é muita coisa).

Ela tá morando na Vila Madalena, então andamos muito por lá. CARA, QUE BAIRRO FOFO. A cada esquina era um “own” novo hahaha. Começamos a turistagem pelo Beco do Batman, onde tem vários grafites. Eu já tinha ido lá uma vez, mas quis ir de novo pra tirar mais fotos pra postar aqui.

IMG_3183Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetIMG_3266 Processed with VSCOcam with c1 preset

Nessa de tirar muitas fotos de paredes grafitadas, criei mais uma hashtag lá no Instagram, a #praqueladotemgrafite. Já tem várias fotos lindas. Marca a sua também 🙂

Aí, continuando o passeio pelo bairro, fomos tomar café da manhã (o primeiro dela e o meu terceiro do dia. Vocês precisam saber que eu sou meio sem limites quando o assunto é comida hahaha ops) no Lá da Venda. É um restaurante, mas também é uma lojinha de coisas pra casa. Tem um buffet liberado de R$39 ou você pode pedir as coisas separadamente. Bem gostosinho.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with g3 presetProcessed with VSCOcam with g3 preset

De lá, seguimos pra Estação da Luz e fomos na Pinacoteca e no Museu da Língua Portuguesa. Os dois são de graça aos sábados e valem muito a visita.

Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with hb1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetIMG_3218

Almoçamos num restaurante levemente roots, mas bom PRA CAR$@$# chamado Riconcito Peruano. Confia e vai. E a noite, num barzinho pela Vila, o Sabiá.

No domingo passeamos pela Liberdade que, olha, é meio programa de índio hahaha. Rola uma feirinha com comidas, mas é MUITO cheio e até um pouquinho irritante. Aproveitei pra comprar uns biscoitos loucos pra levar pra galera do trabalho e não engordar sozinha 🙂

IMG_3260Processed with Rookie Processed with Rookie Processed with Rookie

Esse Zangle é o melhor de todos. O do ursinho também é bom. O palitinho não venceu.

Ainda voltei pro Rio com vários lugares na listinha pra conhecer, então, em breve, estarei lá novamente. Se tiverem dicas de lugares pra conhecer por lá, deixa aí nos comentários 😉

Pra Que Lado… tem Portinha e Janela #22

Oi gente!

Ontem foi dia de destacar as portinhas e janelas da semana lá no Instagram e, como eu falei lá, mudei as regras do jogo. Agora, em vez de destacar quatro fotos as quartas, vou fazer regrams esporádicos, sem data nem hora marcada. Estilo surpresinha.

Mas aqui vão as que apareceram ontem por lá:

@jujalife

IMG_3105

@gomezgi

IMG_3107

@juliazany

IMG_3108

@julialksn

IMG_3111

Até os momentos esporádicos por aí!

Beijos!

Pra Que Lado… tem Dica: Fotografia Mobile

No início do ano fiz um curso de fotografia no Ateliê da Imagem, aqui no Rio. O curso é o máximo e eu super recomendo. Mas eu AINDA não investi numa máquina profissional e eu acho que prefiro o imediatismo da fotografia com o celular. A chance de perder um momento único é 1.000 vezes menor, né? Afinal, o celular tá sempre na nossa mão (pelo menos tá sempre na minha).

E ai, como eu deixo bem claro pra todo mundo essa minha paixão pela fotografia mobile, fui convidada pela Saibalá pra fazer um cursinho online super rapidinho sobre o tema.

A Saibalá é uma escola com cursos online sobre fotografia, design, artes e moda. Tipo, as coisas que mais amo no mundo. Só faltou a arquitetura aí no meio 🙂 São várias video-aulas com precinhos BEM tranks.

A aulinha que eu assisti é dada pelo Paulo Del Valle, sabe? Um instagrammer daqui do Rio que super vale o follow. Olha a chamada aqui:

Além de dicas técnicas, ele fala de uns aplicativos maneeeiros que eu não conhecia e meio que mudaram a minha vida nos últimos tempos. Vou falar três deles aqui. O resto vocês vão ter que ver lá hahaha

1. True HDR

Nunca tinha entendido a diferença que o HDR nativo do Iphone fazia nas fotos. Pra mim aquela função ou nada, dava no mesmo. Esse app vai REVOLUCIONAR suas fotos de pôr do sol ou com grande diferença de iluminação. Além de ele já trazer algumas ferramentas de edição como contraste, saturação, brilho etc. Acho que 80% das fotos das cachoeiras que fiz na Chapada foram com o esse aplicativo.

2. SKRWT

Se você curte fotos proporcionais, mas sempre tira tudo torto, esse app vai te ajudar corrigir as fotos que sofreram com a tremedeira da sua mão. Nele você consegue ajustar todas as dimensões. Dá uma olhada no link pra Itunes Store pra ver os exemplos.

3. TouchRetouch

Se quiser apagar um pontinho desnecessário na sua foto, esse é o aplicativo. Já tive outros apps que também serviam pra isso, mas o TouchRetouch é o mais fácil que eu já vi até agora.

Esse curso custa R$39,00 e, no fim dele, você faz um projetinho pra aplicar os aprendizados. To devendo o meu projeto pra eles hahaha mas uma hora sai 🙂

Pra Que Lado… é o Mundo: Chapada dos Veadeiros

Alerta de post com MUITAS fotos, muito verde e muita beleza.

Antes de começar a falar da Chapada, quero incentivar aqui o desprendimento e o “se jogar” para viagens inesperadas e com pessoas totalmente novas na sua vida.

Um belo dia, conversando com uma amiga do trabalho, ela me disse que ia no feriado pra lá com uns amigos e me chamou. Demorei 24 horas pra pensar se seria legal ou não viajar com pessoas que eu nunca tinha visto na vida. Aí entrei no site da TAM e a passagem tava com um preço ok. Pensei por 2 minutos, comprei e fui sem nem saber direito onde eu ia ficar, já que o pessoal já tinha fechado quase tudo. E foi incrível!

Moral da história, se algo parecido acontecer com você, não deixe a oportunidade passar. The end. hahaha

Agora vamos lá que tem muita coisa pra falar!

1. What the fuck is Chapada dos Veadeiros? 

A Chapada é uma região no meio do cerrado de Goiás e é Patrimônio Natural da Humanidade desde 2001. Já teve vários garimpos e hoje atrai turistas pelas trilhas, cachoeiras e visual incrível.

 

2. Entendi. E como eu chego lá? 

Brasília é a capital mais próxima. Então você pode pegar um avião até lá e ir de carro até Alto Paraíso, o que dá mais ou menos umas duas horas e meia (são uns 240 kms). Alto Paraíso é uma das cidades da Chapada. Prepare-se pra babar pela estrada. É uma das mais lindas que eu já vi. Acho que me apaixonei pelo Cerrado hahahahaProcessed with VSCOcam with c1 preset

3. Qual o melhor lugar pra se hospedar?

Antes de eu ir, muitas pessoas vieram me falar: “você pre-ci-sa ficar em São Jorge. Não fica em Alto Paraíso”. E eu só pensava “ai, tomara que o pessoal tenha fechado a pousada nessa tal de São Jorge”. E, como a galera era esperta, foi lá que ficamos. São Jorge é uma vila sem asfalto, mas muito, muito fofa. É lá que fica a entrada pro Parque Nacional, e é lá que rolam várias festas, barzinhos e restaurantes. Além do artesanato local. Quando eu voltar, vou ficar lá de novo com certeza.

Processed with VSCOcam with c1 presetIMG_2714 Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset

4. As trilhas são tensas? 

Não vou te enganar, tem umas que são sim. Mas nada desesperador, dá pra fazer numa boa. Mas não faça como eu e acredite na força do sol do Cerrado. As marcas de sol da mochila, da manga da blusa, do short… nada disso é legal e eu voltei pro Rio com todas elas =/ hahaha Leve também água e um lanchinho.

Ah! Algumas trilhas são cheias de pedras e obstáculos no chão e, por causa disso, você acaba esquecendo que dar uma olhadinha na vista. Aqui fica o meu lembrete: anda um pouquinho, olha pra cima, anda um pouquinho, olha pra cima.

Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetIMG_2696

5. Vamos falar das cachoeiras? Vamos! 

– Vale da Lua

O Vale fica numa propriedade privada e, por isso, você precisa pagar R$20,00 pra entrar. Fica a uns 10 kms de São Jorge e, uma vez lá, você faz uma trilha de uns 800 metros até chegar na cachoeira/piscininha. Acho que o Vale da Lua, por ter um acesso tão fácil, parece ser o mais cheio. Todo o chão do Vale é formado por pedras meio arredondadas, que fazem você sentir como se tivesse pisando na Lua.

Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with RookieIMG_2558

– Parque Nacional

Pra entrar no Parque é importante chegar bem cedo (umas 9:00, no máximo), principalmente se você for num feriado. Quando chega a um número x de pessoas ninguém mais entra. Lá dentro você pode escolher entre algumas trilhas. Nós fizemos a da Cachoeira das Cariocas e Cânion 2. Se prepara que é muito chão e sol na cabeça. São 5 kms até o destino final, mas o mergulho na água geladinha resolve tudo. Só não esquece que você vai ter que voltar todos os 5 kms de novo 🙂

Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetIMG_2823 IMG_2781Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset

– Cachoeira de Santa Bárbara

No terceiro dia fomos para Cavalcante, que é outra cidade também da Chapada. São uns 100 kms de distância, saindo de Alto Paraíso. Vá cedo pra conseguir aproveitar bem o dia.

Em Cavalcante fica uma das cachoeiras mais famosas da Chapada toda, a Santa Bárbara. A fama fica por conta da água azulzinha cristalina e linda. Pra chegar nela, você vai pegar uma estrada de terra TENSA, mas vai na fé. Rola um esquema na cidade de que você precisa ter um guia pra chegar na cachoeira, mas nosso carro tava cheio e não cabia nenhum guia. Fomos sem e sobrevivemos.

IMG_2924 Processed with VSCOcam with t1 preset

Quando a gente chegou na cachoeira, ela tava assim, vazia. Cinco minutos depois, lotou. Pelo menos deu tempo de tirar essa foto.

– Cachoeira da Capivara

Já que o caminho até a Santa Bárbara não é fácil, aproveita que tá por ali e não deixe de ir na Cachoeira da Capivara. É ali pertinho. Pode não ter a água azul, mas eu achei mais bonita e diferente. São vários níveis de queda d’água e trilhas pra vocês conseguir ver todos eles.

IMG_2996

Esse abismo da foto acima, na verdade, cai aqui:

IMG_2955 IMG_2954

– Cataratas dos Couros

Na volta pra Brasília, entrando numa estrada de terra complicada de uns 30 kms, você chega nas Cataratas dos Couros.

IMG_3091IMG_3086

Piscininha das boas!

Um feriado de quatro dias foi super curtinho pra conseguir ver tudo que eu queria ver, mas COMO valeu a pena. Realmente, aquele lugar tem uma energia fora do comum. Baterias recarregadas por tempo indeterminado.

Processed with Rookie

Pra Que Lado… tem Portinha e Janela #21

Que delícia de quarta com carinha de sexta-feira, né gente? Estou super animada porque vou viajar pra um lugar que eu queria muito! Vou deixar o suspense no ar. hahaha Me acompanhem lá pelo Instagram pra descobrirem qual é o destino da vez 🙂

E pra não fugir da rotina, aqui vão as portinhas e janelas da semana.

@lesixel em Sintra. Que lugar lindo!

IMG_2468

@mmkhouri

IMG_2467

@rafaeltorrres no Caminito, em Buenos Aires.

IMG_2466

@du_wandekoken em Búzios. Também já tirei foto dessa janelinha fofa ❤

IMG_2465

Se você também quer aparecer por aqui ou no Instagram, marque suas fotos com #praqueladotemjanela e #praqueladotemportinha que as quartas, as melhores aparecem por aqui 😉

Beijos,

Pra Que Lado… tem Música: Playlist de Maio

Esse mês foi marcado por dois momentos musicais na minha vida hahaha comecei numa onda de escutar músicas animadas (tipo de night mesmo) pra dar um gás no trabalho. Aí fui no show do Jungle, no baile charme, depois assisti o documentário do Los Hermanos e, então, voltei pras músicas calminhas.

Pra vários gostos 🙂