Pra Que Lado… é o Mundo: Praga e Lisboa

Olááá pessoal,

Estamos chegando ao fim dessa epopéia européia! Juntei os dois últimos destinos (apesar de um não ter nada a ver com o outro) porque fiquei muuuito pouquinho em cada um, então não tenho mega dicas. Mas tenho poucas e boas!

 

Praga

Originalmente, ficaria em Praga por duas noites, mas graças a fofinha da Deutsche Bahn (que opera os trens e alguns metrôs da Alemanha e estava em greve), acabei ficando uma noite só. Como o nosso vôo pra Lisboa saía de lá só as 8 da noite, ficamos um pouco mais que 24 horas por lá.

Antes de começar a falar de Praga, quero falar da viagem até lá. Saindo de Berlin, dá um pouquinho mais que quatro horas de viagem de trem. E, sério, foi uma das viagens de trem mais lindas que já fiz. O trilho margeia um rio durante quase toda a viagem, em um certo momento, passamos por um campo cheeeeio de girassóis. Coisa linda ❤

Processed with VSCOcam with c1 preset

Praga é uma cidade super bonitinha, mas LOTADA de turistas. Isso me incomoda um pouco. A paisagem sempre fica um pouco poluída com aquele monte de gente com as câmeras mirando pra todos os lados. Ainda mais porque a zona turística de Praga é bem pequena então não tem muito pra onde fugir.

E claro que uma cidade lotada de turistas concentra vários engana-turistas. A moeda em Praga não é o Euro e sim a Coroa Tcheca. Com um Euro você compra 27 Coroas (isso quando a gente foi, mas acho que não é uma taxa com variação muito alta). Logo na estação de trem (e acredito que no aeroporto também) você já encontra algumas casas de câmbio. Nós, mal informados, trocamos na primeira que entramos e não vimos que eles cobravam 19% de comissão. NÃO FAÇAM ISSO! Nem para pegar o taxi até o hotel/casa/hostel. O taxi que a gente pegou aceitava Euro e na cidade tinha 500 mil casas de câmbio que tinham a mesma cotação e não cobravam comissão. Ódio!

Muitos restaurantes e lojas lá também aceitam Euro, então sugiro que você só troque suas Tchequinhas quando for precisar delas de fato. Quando estava acabando nosso tempo em Praga saímos que nem loucos tentando gastar tudo que tínhamos trocado.

Sobre as atrações de Praga, as que mais gostei foram a Ponte Carlos, que tem uma vista super bonita, e o Castelo de Praga. E, sinceramente, é isso. Ai, não me matem, mas acho que tem tantos lugares mais interessantes no mundo pra conhecer… Mas que a cidade é uma gracinha, isso é.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with g3 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset

 

Lisboa

Pelo roteiro que a gente fez, Lisboa seria um peixe fora d’água, completamente diferente das outras cidades. Como viajamos de TAP e teríamos que dormir uma noite lá de qualquer forma, resolvemos dormir duas, assim teríamos um dia pra dar uma olhada rápida no que os nossos colonizadores tem. E que surpresa!

Depois de passar por países de línguas tão diferentes da nossa, chegar em Lisboa faz você se sentir quase em casa.

Nosso vôo de Praga pra lá atrasou muito e chegamos no hotel por volta de meia-noite. Chegar morta num hotel com paredes de azulejos portugueses e recepcionista de nome Manuel foi quase como um abraço.

Dormimos, acordamos cedo e fomos pra Belém. Tínhamos algumas dicas do que fazer lá, como a Torre de Belém, os pastéis e o Mosteiro dos Jerônimos. Mas era muita fila pra pouco tempo. Entramos na Torre de Belém e posso dizer que ela vale mais a pena do lado de fora do que dentro. É fila pra entrar, pra subir, pra descer, não vale a pena. Depois caminhamos ali pela beira do rio mais um pouquinho e fomos pro Parque das Nações.

Processed with VSCOcam with c1 preset IMG_6471

Essa região é bem diferente do resto da cidade. Super moderna e é lá que fica o Oceanário de Lisboa, que é incrível! Vale muito a visita.

IMG_6525 IMG_6507 Processed with VSCOcam with t1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset

Quando estávamos chegando lá, esbarramos com um casal de amigos que também estava na cidade e eles deram a dica de irmos assistir o pôr do sol do Castelo de São Jorge. Esse é outro programa muito legal pra fazer por lá. É um pouquiiiinho cansativo subir as ruelas até chegar lá, mas vale muito a pena. A vista do alto da cidade é linda, todo o espaço do castelo é bem legal e o pôr do sol, por si só, já é um espetáculo em qualquer lugar do mundo.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset   Processed with VSCOcam with c1 preset

Acho que Lisboa está na fase dos Food Trucks e lá no Castelo tinha um que vendia tacinhas de vinho pra você beber enquanto curte a vista, o “Wine with a view“. Ou você pode chamar também de “Isso é Muito Férias” ou “Quero uma Taça de Vinho a cada Pôr do Sol” ou etc. hahahaha sério, é demais.

Processed with VSCOcam with c1 preset

A noite, fomos encontrar o casal amigo e mais um casal amigo deles que mora em Lisboa no Bairro Alto. Uma espécie de Santa Tereza, misturada com Lapa, cheio de bares e super animado. Pelo que o casal local nos falou, o pessoal costuma fazer a pré ali pra depois seguir pra night em outro lugar.

No dia seguinte, tínhamos uma manhã pra aproveitar os arredores do nosso hotel, que era no Chiado. Lá tem várias lojas, então fomos gastar os Euros que restavam. Entre elas, a loja A Vida Portuguesa, que é uma lojinha vintage e a coisa mais linda do mundo. Uma das coisas que mais gostei em Lisboa é o quanto eles gostam de manter as tradições vivas. Os azulejos são um orgulho, as lojas portuguesas não passaram por reformulações para parecerem modernas, enfim… ai, acho que tô apaixonada.

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset

Nessa loja encontrei os moleskines mais lindos do mundo, que são o assunto do próximo post.

 

Ai, fazer esses posts de viagem dão um apertinho de saudade no coração. Acho que viajar tem uma magia que fica ainda maior quando você volta. Relembrar os momentos, contar pros amigos, rever as fotos… é melhor que qualquer terapia.

 

Gostaram das dicas? Estou pensando em fazer um post com dicas de planejamento de viagem, como funciona o trem na Europa etc. O que acham?

Beijos,

Anúncios

4 comentários sobre “Pra Que Lado… é o Mundo: Praga e Lisboa

  1. Laurinha, adorei tudo. Realmente voce conseguiu admirar a Europa em tudo que ela tem de tradicional, cultural, etc. mantendo as coisas que voce gosta de fazer, curtindo barzinhos,shows de jovens, admirar as construções antigas etc..
    Enfim voce se manteve jovem admirando e incorporando a tradiçào.
    Acho que voce deve dar as dicas de planejamento pois voce conseguiu fazer uma viagem sem problemas de hospedagens . Não fosse o trem da Alemanha entrar em greve no dia da sua chegada e partida na Alemanha a sua viagem não teria tido stress nenhum.
    Até celular emprestado voce consegiu quando chegou em Paris para se comunicar com o dono do apartamento.
    Vá em frente…
    Adoro ver como voce se sai nas suas viagens.
    Espero que voce faça muitas durante a sua vida.
    Beijos
    mamãe

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s