Pra Que Lado… é o Mundo: Paris

Bonjour mes amis!

Estava com idéias mirabolantes para essa viagem. Queria fazer um post por dia contando o que tinha feito, mas não dá, claro.

Chego em casa no fim do dia morta, só pensando em comer, tomar um vinho e dormir.

Então, como tenho alguns trajetos de trem, vou aproveitar esses momentos ociosos pra escrever os posts, como esse.

Estou com o meu namorado fazendo uma viagem por algumas cidades da Europa. Quase um mochilão, só que sem a mochila (estamos na mala mesmo…) e a primeira parada foi Paris.

Há dois anos atrás vim pra Europa pela primeira vez e me apaixonei por esse continente, mas Paris nunca esteve nos meus planos. Simplesmente não me encantava. Tinha vontade de conhecer vários outros países para, aí sim, ir pra lá. Mas não sei o que aconteceu esse ano, que comecei a catar lugares pra viajar, e Paris fez meus olhos brilharem.

E ainda bem que eu não atrasei mais essa viagem. Essa cidade é muito incrível. A grandiosidade das coisas é algo meio chocante. Não importa a rua em que você esteja, sempre tem umas construções perfeitamente feitas e enormes.

Não vou escrever aqui o roteiro que a gente fez, até porque ele não foi muito diferente dos roteiros que todo mundo faz (foram só três dias, então não deu pra inventar muita coisa nova).

Então, vou deixar aqui algumas sugestões das coisas que eu mais gostei na cidade:

  1. Se perca. As vezes que vimos as coisas mais interessantes foi quando estávamos perdidos. O único mapa que a gente tinha era o do metrô. Esse sim, é essencial ter.
  2. Ande muito a pé. Assim você vai conseguir se perder melhor.
  3. Não deixe de ir no 59 RIvoli. É um prédio no meio da Rue de Rivoli que foi invadido por artistas. São alguns andares cheios de arte e cores.
  4. Restaurantes: 1. Entrecôte de Paris. Sim, é o mesmo que tem no Brasil. Uma amiga nos recomendou, mas depois li algumas críticas que diziam que era um pouco “engana turista”. Sinceramente, fui mais enganada em um outro restaurante qualquer que comi na rua outro dia. O Entrecôte é uma delícia, a batata frita é a melhor que eu já comi na vida e os garçons são super simpáticos, então eu recomento.   2. La Fresque. Quando for ao Pompidou, procure esse restaurante. Pra mim, os diferenciais foram o preço, o vinho da casa e o garçom, que sentou na mesa e explicou prato a prato do menu (já que a gente não fala uma palavra em francês).
  5. Se puder, procure um apartamento no Airbnb. Assim, você consegue sentir um pouquinho do que é viver na cidade que está visitando.
  6. Ainda ligado ao ítem 5, passe num mercado e compre queijos e vinhos. Fizemos isso todas as noites e essa dupla não passa dos 7 euros (!!!)

IMG_5311 IMG_5310 IMG_5295 Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with t1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with m5 preset Processed with VSCOcam with c1 preset IMG_3565 IMG_5322 Processed with VSCOcam with m5 preset Processed with VSCOcam with m5 preset IMG_3684IMG_5322Processed with VSCOcam with c1 presetIMG_5335Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetIMG_3619IMG_3621IMG_3678

Paris foi, aguardem o próximo destino 😉

Au revoir

Anúncios

Um comentário sobre “Pra Que Lado… é o Mundo: Paris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s