Pra Que Lado… é a cozinha: Risoto de Grana Padano e Abobrinha

Mais um dia nublado no Rio e a preguiça bate num grau… acho que vocês devem me entender. 

Aí, deu vontade de tentar copiar o risoto que comi no Esquina 111 que falei aqui, mas acabei mudando um pouco os planos e preferi excluir a linguiça e fazer um salmão grelhado a parte pra acompanhar. 

Como o salmão não tem muito erro (só botar na frigideira com um pouquinho de azeite e uma pitadinha de sal, selar e dourar e tá pronto. Nossa! Que difícil!), vou colocar aqui a receita do risoto, que eu amei! 

Você precisa de: 

Uma xícara de Arroz Arbóreo

Uma taça de vinho branco

Um cubinho de caldo de legumes

Queijo Grana Padano ralado

Uma abobrinha

Manteiga

Azeite

Numa panela a parte, dissolva o cubinho de caldo de legumes (ou você pode fazer um caldo de legumes de verdade) em água e deixe ferver. 

Na panela principal, coloque um fiozinho de azeite na panela e jogue o arroz em cima (você pode refogar com um pouquinho de cebola também). Depois, despeje a tacinha de vinho branco e prepare-se que, a partir desse momento, você mexerá eternamente o nosso risoto. 

Quando o vinho todo evaporar, coloque o caldo de legumes concha por concha e vá mexendo até secar. Esse processo, você repete algumas vezes. Vai provando enquanto faz, que ai você consegue ver direitinho o ponto ideal. 

Um pouquinho antes de chegar no ponto, quando o arroz ainda estiver um pouquinho duro, coloque a abobrinha cortada em cubinhos. Assim ela não fica nem tão mole, nem tão dura, só vai pegar o restinho do cozimento do arroz.

Chegou no seu ponto ideal? Desliga o fogo e coloca uma colher de sopa de manteiga e mexa até ela derreter e sumir no risoto. Depois, coloque o queijo e pronto! 

Fica assim: 

 Processed with VSCOcam with f2 preset

Também rolou a batatinha rústica que eu falei aqui, porque ela é sempre pedida. 🙂

Mão na massa e bom apetite!

Pra Que Lado… tem inspiração: Textinho sobre felicidade

Aqui perto da minha agência tem uma Livraria da Travessa, que é, talvez, a livraria mais confortante que existe. Só que é meio impossível sair de lá sem uma sacolinha, por isso as vezes evito entrar lá. Mas essa semana, não resisti.

Processed with VSCOcam with f2 preset

Aí lá, vi que tá rolando uma série de livros de crônicas da Martha Medeiros que achei bem legal. Sendo sincera, tenho sérias dificuldades com leituras longas. Nem só leituras. Não consigo acompanhar nenhuma novela, série, nada que eu precise lembrar que tenho que fazer. Por isso, um livro de crônicas vai muito bem comigo.

Essa série tem três livros: “Paixão Crônica”, “Liberdade Crônica” e “Felicidade Crônica”. Adivinhem em qual eu fui?

Processed with VSCOcam with c1 preset

Já no final da primeira crônica, me deu vontade de mostrar pra todo mundo que tava do meu lado e colocar aqui também. Espero que gostem.

Freud em Wall Street

A felicidade não está concentrada nos pronunciamentos do ministro da Economia, nem na cobertura com quatro suítes anunciada no jornal, nem na concessionária da esquina. A felicidade tampouco está em algum serviço com prefixo 0900, não está em Bali e nem na farmácia que vende antidepressivo sem receita. Essa tal felicidade, mais procurada que bandido de história em quadrinhos e filho desaparecido, não mora num único endereço. Ela tem uma escova de dentes em cada lugar.

Se não me engano foi Freud quem disse que, assim como um prudente homem de negócios não coloca todo seu capital num único investimento, não se deve esperar toda a satisfação de uma única fonte. Os riscos são altíssimos.

Digamos que seus bens restrinjam-se a um cônjuge e dois filhos. Um tesouro. Mas, independente de quanto eles valham, não irão sanar as dívidas que seu coração um dia irá cobrar. O amor deles por você, por maior que seja, não será suficiente para pagar o servilismo de uma vida, a dedicação integral, o preço das fantasias não vivenciadas. Seu cônjuge, com o tempo, pode ficar maníaco, repetitivo, sem muito valor de revenda. Os filhos vão bandear-se para outros mercados e precisarão menos de sua auditoria. Família é que nem poupança, o investimento mais seguro que existe, mas fica a sensação de que se está perdendo alguma ótima oportunidade. Invista, pois, na família, mas mantenha outras reservas.

Uma profissão, pra começar. Deposite seus melhores neurônios nessa conta e corra atrás da rentabilidade.

Uma viagem. Duas. Várias. Retorno garantido, desde que você não invente de voar pela Air Cazaquistão.

Um hobby. Pintura, aeromodelismo, internet, pólo aquático, uma horta, origami, criação de orquídeas, voluntarismo. Um prazer secreto, cuja senha só você conheça.

O excedente aplique em livros, discos, cinema, num bom par de tênis, num colchão box spring, em silêncios, luares, conversas, sexo e num computador. Na falta de dinheiro e noções de informática, vale um grosso caderno de pauta. Escreva. Sonhe. Enlouqueça uma hora por semana.

Não espere toda a felicidade de uma única fonte. É Freud ensinando como economizar lamúrias.

Pra Que Lado… se come, se bebe e se inspira: Complex Esquina 111

No domingo, depois de chegar da praia e ter certeza de que ia curtir o resto do fim de semana na companhia do Faustão e do Tadeu Schimdt, uma amiga surge com uma programação praquela tardinha.

Fomos pro Complex Esquina 111, um barzinho pseudo novo ali em Ipanema, na esquina da Maria Quitéria com a Redentor. No domingo começou a expo Diário, do Gabriel de Mello Franco. São desenhos feitos em moleskines e colagens super bonitinhas:

Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with g3 presetIMG_3501Processed with VSCOcam with t1 preset 

A expo fica lá até o dia 5 de setembro.

Aproveita que você vai estar por lá e desce pro bar pra beber um drink e comer alguma coisa. Bebemos uma sangria de vinho branco muuuito boa e um risoto de linguiça toscana, abobrinha e grana padano que tá difícil de esquecer até agora. Vou até tentar reproduzir em casa. Se der certo, vira receita por aqui, que tal?

Ah! Nesse segundo andar, onde tá rolando a exposição, funciona a Perestroika. Lá rolam vários curso super interessantes que eu morro de vontade de fazer. Dá uma olhada no site deles pra ver a programação: http://www.perestroika.com.br/

Pra Que Lado… tem inspiração: Windows of New York

Comecei a fotografar casinhas, portas e janelas a paisana, sem querer muita coisa com isso. Quando vi, tinha virado aloka das portas e janelas. Meu feed no Instagram era só isso. Dei uma reduzida no vício antes que ficasse grave demais, mas de vez em quando rolam umas recaídas…

Aí descobri que tem um cara em NY chamado Jose Guizar, que toda semana se inspira numa janelinha da cidade e faz uma ilustração pra ela. Fiquei louca. To apaixonada. Quero quadros. Quero morar nesse site. Tá, parei…. Mas olha:

Captura de Tela 2014-08-25 às 22.32.39 Captura de Tela 2014-08-25 às 22.33.27 Captura de Tela 2014-08-25 às 22.34.02 Captura de Tela 2014-08-25 às 22.34.39 Captura de Tela 2014-08-25 às 22.35.00

 

Dá pra acompanhar o projeto nesse site: http://www.windowsofnewyork.com/ 

Tem vááárias outras e ainda tá rolando!

 

Peguei essa dica no Facebook da Cicero Papelaria, que é outro que merece ser seguido. Just saying… 

 

Beijos,

Pra Que Lado… tem inspiração: Aniversário e decoração de Pinterest

É incrível os lugares que existem pelo Rio. Com quase 27 anos de vida – todos eles vividos por aqui – ainda me impressiono com os cantinhos que descubro por aí as vezes. 

Ontem tive um aniversário de uma amiga querida que trabalha comigo. Um brunch na Casa Beludi. Uma casa FOFA-TODA-VIDA no final de uma ruazinha no Cosme Velho. Essa casa funciona como um bed and breakfast, mas dá pra fechar pra eventos. O brunch caiu como uma luva e a Carol (a aniversariante), deixou tudo tão lindo e inspirador que precisava render um post. Aqui tem dicas de decoração pra casa e pra um eventinho como esse. Um aniversário direto do Pinterest. 

Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with m5 presetProcessed with VSCOcam with m5 presetProcessed with VSCOcam with p5 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetProcessed with VSCOcam with m5 presetProcessed with VSCOcam with g3 presetProcessed with VSCOcam with g3 presetProcessed with VSCOcam with c1 presetIMG_3247Processed with VSCOcam with t1 presetProcessed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with m5 preset Processed with VSCOcam with t1 presetProcessed with VSCOcam with m5 preset  Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with p5 preset Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with p5 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with t1 preset

Overdose de fofura, né? 

A Casa Beludi fica na rua Marechal Pires Ferreira, 92. No Cosme Velho. Visitem! 

Beijos,

Pra Que Lado… é o mundo: Barcelona

Ano passado, depois de uma semana completamente sozinha em Londres, fui pra Barcelona, onde estava quase toda a minha família. Uma prima minha que mora lá ia se casar e fizemos uma caravana brasileira pra prestigiar. Acho que posso dizer que essa foi a viagem mais incrível da minha vida. Uma semana curtindo a minha – ótima (hehe) – companhia e uma semana com a família inteira.

Pra começar, a hospedagem. Barcelona é uma cidade que eu moraria fácil. Lembra muito o Rio em algumas coisas e, por isso, meio que me senti em casa. O fato de termos alugado um apartamento ajudou também. É muito legal quando você aluga porque realmente você sente que mora ali por um tempinho. Passa no mercado e compra comidinhas, essas coisas.

Achamos o nosso lar-por-uma-semana no http://www.friendlyrentals.com/ Não tem opções apenas em Barcelona, mas em várias outras cidades.

O nosso AP ficava no El Born, um bairro super agitado, cheio de barzinhos e restaurantes, com características bem medievais e metrô por perto. Eu adorei a localização. Apesar do metrô, fazia muita coisa andando mesmo.

IMG_5681IMG_5696

IMG_5699 IMG_5704

(fora a foto “encostada no poste” que eu tenho certeza que é no Born, já não lembro mais se tem Bairro Gótico misturado aí no meio. Mas eles são bem parecidos).

Fiquei uma semana por lá, o que é legal porque dá pra viver mesmo a cidade. Eu acordava, dava um pulo na praia da Barceloneta (que não é das mais lindas, mas supre a carência de praia) pra um mergulho ou pra andar de skate (radical!)

IMG_5716IMG_5793 IMG_5803

E Barcelona é super conhecida pela arquitetura. Meu tio é arquiteto, morou lá algumas vezes ao longo da vida, e ficava falando de todos os detalhes das construções, dos prédios super diferentes que você encontra por lá e, realmente, dá vontade de fazer algum curso de arquitetura lá – mesmo não sendo arquiteta, tenho uma quedinha, já que metade da minha família é.

O arquiteto mais consagrado de todos e um patrimônio de Barcelona, praticamente, é o Gaudi. As construções dele são os principais pontos turísticos da cidade e realmente, são incríveis.

Sagrada Família

Essa igreja está em construção desde 1983 e ainda não acabou. Foi na frente dela que Gaudí foi atropelado e morto. Talvez por isso a finalização dela esteja tão encantada e não termine nunca.

Tem uma fila monstruosa para entrar, mas no dia que fomos, estava chovendo e, por isso, estava um pouco menor. Mas, por outro lado, não conseguimos subir até o topo dela, por causa do tempo ruim. Tente ir quando não estiver chovendo 😉

IMG_5878 IMG_5881 IMG_3342.JPG

Park Güell

Esse parque, que fica no aaaalto de Barcelona, foi construído por Gaudí para a família Güell, mas logo virou um parque público. De lá você tem uma vista panorâmica da cidade.

IMG_5768IMG_3309.JPG IMG_3311.JPG

IMG_5752 IMG_5723 IMG_3313.JPGIMG_5762 IMG_5749

La Pedrera

IMG_5698IMG_5774IMG_5776IMG_5782IMG_5779

Casa Batló (minha preferida)

Não sei muito bem a história desse prédio, mas a fachada dele é completamente diferente de tudo que você já viu. As janelas parecem máscaras e, quando você entra, se sente no fundo do mar. Gaudí tem essa característica de usar muitos detalhes da natureza.

IMG_5890.JPGIMG_5895.JPGIMG_5891.JPG

IMG_5896.JPGIMG_5898.JPGIMG_5904.JPG

Saindo do circuito Gaudí, vamos pra outro ponto da cidade, o Montjuïc. Lá fica a Fundació Juan Miró, que eu gosto muito, e o incrível Museu Nacional D’Art de Catalunya. Eu não entrei lá, pois estávamos com um pouco de pressa, mas o lugar é maravilhoso. É uma casa enorme e linda, no alto de um morro e escadas que, a cada pavimento que você desce, você tem uma nova paisagem do museu.

Miró

IMG_5831.JPG IMG_5832.JPG IMG_5833.JPG IMG_5830.JPG

 Museu

IMG_5853.JPGIMG_5863.JPG IMG_5862.JPG IMG_5873.JPG

Barcelona ainda tem mais um monte de coisas incríveis pra fazer. Aguardem uma parte 2 desse post 😉

Beijos

Pra Que Lado… tem rolézinho: Morro da Conceição

Estudei a vida inteira no centro do Rio. Primeiro no colégio, depois na faculdade. E se tem algo que sempre senti, foi uma relação de amor e ódio com esse lugar.

Pra chegar sempre tem um trânsitozinho. Pra atravessar a rua é uma selva de gente se esbarrando. Andar na calçada é uma gincana: desvia de gente, desvia do pivete, desvia da gota de ar condicionado, pula o buraco e por aí vai. São fortes emoções.

Pra completar a trajetória da vida nesse lugar, há quase 10 meses trabalho por aqui. Enfrento essa gincana aí de cima diariamente.

Mas aí, uma coisa começou a me encantar, fazer meus olhos brilharem e botar a lente do celular pra funcionar. A arquitetura daqui. Tem muito prédio sem graça, mas tem tantos sobradinhos lindos, com janelas coloridas, que acaba compensando.

Com o pessoal do trabalho, descobri o Morro da Conceição. Um pseudo Oásis no meio dessa selva de pedra e pessoas.

Já tirei tantas fotos por lá e todo mundo gosta tanto, que resolvi reunir as minhas preferidas nesse post.

 Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with t1 preset Processed with VSCOcam with g3 preset Processed with VSCOcam with t1 presetProcessed with VSCOcam with f2 preset Processed with VSCOcam with m5 preset Processed with VSCOcam with f2 presetProcessed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with c1 preset

Se você não trabalha pelo centro da cidade, mas quer conhecer esse lugar, te recomendo dois momentos pra um sábado: um almoço no Angu do Gomes (R. Sacadura Cabral, 75) e um passeio pelo MAR – Museu de Arte do Rio.

Processed with VSCOcam with m5 preset

Vale a visita!